Você já ouvir falar em mapa-mental? Esse modelo de mapa foi criado em meados dos anos 1970 por um estudioso britânico chamado Tony Buzan. Normalmente, sua aparência é formada por uma palavra ou imagem no meio de uma folha, da qual saem setas que puxam outras palavras ou imagens relacionadas à do centro.

Os mapas-mentais estão substituindo aquelas anotações tradicionais utilizadas na hora de estudar, que é o texto escrito da esquerda para a direita e de cima para baixo. Para melhor a memorização do material estudado, os mapas são formados por galhos com associações, símbolos, ícones, cores e desenhos.

Os benefícios dos mapas-mentais para estudantes são redução do estresse por conta do excesso de informação, aumento da produtividade e eles também são mais criativos e interessantes, o que torna o estudo mais atraente. Além disso, as ideias podem ser organizadas de forma simples e lógica.

Normalmente, os mapas mentais são confeccionados com papel e canetas ou lápis coloridos, que possam destacar e categorizar partes da matéria. Utilizem também post-it e marcadores de texto. O principal é soltar a criatividade e focar nos estudos!

Paisagens Climatobotânicas – Clima e Vegetação Brasileira (Fonte: Descomplica)

 

Biologia – Sistemas Sanguíneos (Fonte: Descomplica)

Redação – Uso da Vírgula (Fonte: Descomplica)

   Biologia – Engenharia Genética (Fonte: Descomplica)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.